Archive for março \12\UTC 2010|Monthly archive page

Miojo do Bebado

.

Eu gosto tanto de cozinhar…

e nunca posto receitas que eu faco…

e pra melhorar, faz tempo que nao como miojo (ou lamen). Faz varios anos…

entao vou postar a ultima aventura, saida direto do Pao de Acucar, (onde se bebe barato 24h por dia –  e se pode comprar uma larica noturna)

a seguir uma receita maravilhosa de Miojo customizada por alguem que tem know how em cozinhar bebado!

mas essa é serio, tinha que ganhar estrela do Guia Michelin ;)

MIOJO DO BEBADO

ingredientes:

1 miojo sabor camarão

1/4 de cebola picada

1 garrafa de vinho tinto (malbec ou merlot argentino)

1 pedaco de bacon picado (1 dedo de toucinho, tamanho aproximado de meia caixa de fosforo)

azeite

1 punhado de broto de feijao (moyashi)

1 colher de café de curry

2 colheres de creme de leite

3 colheres de ervilha congelada (opcional)

parmesao do bom ralado

MODO DE PREPARO

abra a garrafa de vinho e esqueca que vc tem figado. Ponha o miojo numa panela com metade da agua recomendada na embalagem (agua demais enferruja!) e ligue o fogo no alto. Marque 3 minutos no relogio e faça uma aposta com vc mesmo que vc consegue terminar a outra parte da receita antes dos 3 minutos.

Depois da segunda taça, cuidado com o dedo e pique o bacon e a cebola.

Em outra panela frite o bacon com o azeite e depois coloque a cebola picada para continuar a palhaçada da fritura. Nessa altura vc deve estar nos 2 minutos e meio e na terceira taça. Corra e jogue o punhado de broto de feijão (é cru mesmo) e a ervilha congelada (que eu nao pus pq ja estava atrasado) e mexa bem por 20 segundos.

Nessa 4ª taça de vinho vc deve prestar atencao: guarde um pouco do vinho para beber junto com a receita pq harmoniza muito bem com o Miojo do Bebado. Voce tem que lembrar de desligar o fogo do miojo e jogar o pozinho de casca de camarao nele (ou vc acha que o tempero é feito com camaraos graudos?).

Nisso, tome um gole rapido e jogue a mistura da outra panela no miojão, tasque o curry e o creme de leite e desligue. Se vc ja estiver alto, derrube um tiquinho do vinho na mistura (sem desperdicio!). Se vc ainda estiver sobrio, é dos meus: não ponha o vinho na receita achando que está abafando… nao combina!  Misture bem sem deixar cair uma gota (do vinho, que esta na outra mao, claro) e jogue a gororoba no prato. Depois disso é só jogar o queijo ralado, faixa azul é uma boa (isso, sim, combina com o vinho) e reveze uma garfada e um gole. ;)

hicup! :)

apesar da zueira, essa é uma receita altamente recomendada para quem nao sabe cozinhar. é bem pensada (durante a bebedeira) e com certo requinte (se é que é possivel elevar o miojo a essa categoria, de requinte)
to até pensando em me candidatar ao Restaurant Week.
por R$ 39,00 faço a entrada, prato principal e sobremesa, sirvo vinho e faço massagem no pé. e ainda devolvo 10% do valor se nao gostar ;)

como eu sei que vc vai demorar uns 30 minutos nessa zona (sem contar a lavar a porra toda) aproveite pra ouvir esse CD que é fodastico:


ouvindo: Coheed and Cambria – Good Apollo I’m Burning Star IV vol. 1: From Fear Through the Eyes of Madness

Esse é um puta CD do caralho.

muito bom… mistura pop song com metal, com emo, com progressivo, com tudo…

altamente recomendavel… ainda mais quando vc tem um miojo maravilhoso acompanhado de um vinho.

E, se vc nao ficar com preconceito, te digo que ele faz parte de uma grande opera rock composta por 4 CDs… mas isso nao importa… importante eh ouvir e curtir :)

detalhe para o sujeito que canta… um ogro que saiu do Harry Potter e que canta como uma menininha boazinha… genial!

ahhhh, e ele tem cabelo de miojo! =)

(clique na capinha para baixar o EXCELENTE CD)

Anúncios

Porra, Bombril!

.

cacete, eu sei que a Bombril (e sua linha de produtos de limpeza) tem que agradar a mulherada que anda comprando muito Assolan. E, por isso mesmo, resolveu patrocinar um cinema: o Cine Bombril, que ganhou tantos elogios no Guia-da-Folha “especial sobre salas de cinema”, semana passada…

e, presta atenção, recebeu elogios ATÉ de mim, no post anterior.

mas não é que a “curadoria” do Cine Bombril teve uma ideia “genial”? (ai, que delicia escrever essa palavra ideia sem acento e nao estar errado)

Qual seja a ideia da Bombril… de que, no dia da Mulher, 8 de março, deveria substituir os filmes em cartaz, incluindo Guerra ao Terror (filme que estava em cartaz apenas no horario das 18h20) por um show do Arnaldo Antunes (como me informou um funcionário na porta) para comemorar o 366º dia das mulheres, por ano (afinal, elas tem vantagem. Além dos 365 dias, elas tem um dia adicional, sem prejuízo cronológico. Para nao envelhecerem 1 dia a mais por ano, claro)

problema principal: O Guerra ao Terror estava em cartaz em apenas 2 cinemas de São Paulo e apenas em uma sessão diaria. Outro problema é que ele é o filme guerreiro que, além de ter desbancado o Avatar, trouxe respiro nos proximos anos aos produtores que nao acham que cinema está confinado à tecnologia 3D para viver.

mas se fosse só isso, que diferença faria ser dia da mulher ou nao?

a diferença que faz é que, apenas um dia antes do Dia das Mulheres (ou poucas horas antes) o Oscar, principal premiacao de cinema (goste-se ou nao) deu, pela primeira vez, uma estátua para melhor filme e melhor diretorA, pelo Guerra ao Terror.

resumindo, nunca antes na história desse mundo, uma diretora de cinema, mulher (obvio),  foi premiada por ter feito o melhor filme e ter realizado o melhor trabalho de direcao, alem de outras 4 estatuetas (e muitos outros premios por aih)  e teve seu filme arrancado da tela, no dia seguinte, para uma comemoracao do dia das mulheres com um show do Arnaldo Antunes…

O resultado: corra para o cine Bellas Artes que passa a sessão 10min antes e compre Assolan para eles montarem um cinema concorrente!

afinal, além de concorrente, eles tem a Maisa, a melhor garota-do-capeta-propaganda do mundo!

.

só assim pra ganhar do Carlos Moreno, eterno garoto-propaganda da Bombril… apesar de que ouvi dizer que ja teve programa matinal da Maisa que bateu, no Ibope, o programa da Xuxa de mesmo horario…

;)

Onde vivem os Flicts?

.

de volta ao mund0 do blog!

to meio afastado…  fiquei tanto tempo sem escrever que acho que nem sei como faz…

pera la…  em vez  de escrever merda de novo, deixa eu postar um video mto legal que nao sei se pode ser considerado animacao…
é inspirado/feito sobre um trecho do ótimo filme Onde Vivem os Monstros e que ninguem no Brasil deu atencao.

achei um absurdo… eu fiquei mó tempo esperando sair esse filme, do Spike Jonze,  pra ver no cinema… de repente ele nao é aceito pela critica nem publico, e quase saiu de cartaz em pouquissimo tempo. Eu nao conseguiria ver no cine se nao fosse o Cine Bombril, ufa!

antes da animacao, e se vc nao viu o filme, aqui vc ve um trailer dele que, alem de ser mto bem feito, tem otima trilha sonora:

o video  de animacao foi feito pelo Daniel Rabanéa usando um trecho do audio que mostra a riqueza do personagem principal, Max, um menino sensivel, que no filme nao cria um amigo imaginario mas um mundo imaginario para o qual foge apos uma explosao sentimental. aih ta a animacao de uma historia que ele inventa para entreter sua mae:

o livro, sobre o qual o filme foi feito, Where the wild things are, é uma bela historia sobre a relacao de uma crianca com o mundo que a cerca. algo de mistura entre O Pequeno Principe, Alice no país das Maravilhas e Flicts (viajei!) e é altamente indicado!

alias, fiquei frustrado com o fato de o Flicts, livro do Ziraldo contemporaneo ao Where the Wild things are, nao ter artigo descente na wikipedia. nem tem muita coisa sobre ele na net… isso é um absurdo! por isso que Brasil ainda precisa comer muito big mac com arroz e feijao… era pra gente estar ganhando Oscar (ou algo melhor) com uma adaptacao do Flicts… enfim, vale dar um pulo numa Livraria Cultura ou Saraiva pra ler na poltrona ;)

e já que o post ta nessa vibe, tem a ver colocar um CD a ver pra baixar, ainda mais pq a trilha do filme foi organizada pela Karen O., vocalista da banda Yeah Yeah Yeahs:

ouvindo: Yeah Yeah Yeahs – It´s Blitz

a banda deixou de focar em rock a la White Stripes, como no disco antigo, Fever to Tell, que é mto bom e se produziu mais, com synths e programacoes… mas mesmo assim tem coisas mto legais… ponto alto, pra mim, alem de Zero, que toca bastante nas radios, eh a Skeletons em versao “acustica”

:)

(clique na capinha para baixar)

na verdade o certo era eu colocar o CD anterior deles, o Fever to Tell, que é foda…

entao aí vai:

Yeah Yeah Yeahs – Fever to Tell

esse sim é foda inteiro ;)

(clique na capinha para baixar)